sexta-feira, 8 de abril de 2011

Como comi a rose

Passado uns oito dias depois que flagrei taty com sua amiga e o viadinho, eu estava tomando umas cervejas num barzinho numa praça perto de casa e quando sair do bar vejo taty e rose sentadas num banquinho, isso era por volta das 8:30 da noite, me aproximei e perguntei se elas não queriam carona pra casa, taty ficou empolgada e disse que sim, percebi que rose ficou meio nervosa, entramos no carro e saímos, ainda passamos na sorveteria, paguei um sorvete pra elas e fomos pra casa, no caminho taty sempre procurava conversa enquanto rose permanecia calada, taty sempre elogiava a rose dizendo que ela era linda e sempre me perguntava o que eu achava, e eu sempre concordava com taty. Percebi que havia algo tramado. Passei em casa deixei a taty e fui levar a rose,que morava a três quadras de casa. Depois que taty saiu, comecei a elogiar rose ainda mais e perguntei se ela ficaria com alguém mais velho, ela só deu um sorriso e perguntou que segredo eu havia descoberto, se tinha alguma coisa haver com ela. Parei o carro e disse que sim. Ela ficou sem fala. Ai coloquei minhas mãos sobre suas pernas e comecei a alisar subindo até perto de sua virilha, rose continuava sem dizer nada, como ela é de menor, achei melhor sair dali, já que estávamos no meio da rua, perguntei se toparia ir comigo a um lugar bem legal, ela disse que sim. Fui direto pra um motel. Fui logo beijando-a enquanto amassava com as mãos seu corpo todo, grudados aos beijos caímos sobre a cama num tesao só. Tirei minha blusa e quando ia tirar a calca, ela disse que não. Pensei, vai fazer cu doce. Tava enganado. Ela arrancou sua blusinha tipo top, não estava de sutian, que lindo peitos médios e durinhos, ficando apenas com uma sainha branca bem curtinha, se aproximou e ela mesma tirou minha calça e começou passar a língua no meu saco, me deitei na cama e mandei ela me chupar, ela fazia de um jeito que eu nunca havia sentido tanto tesao, tirei sua calcinha, levantei sua saia, ela passou uma perna por cima de mim, com a bunda na minha cara, eu de barriga pra cima no meio das pernas dela com aquela bucetona carnuda e depiladinha na minha cara enquanto ela me chupava gostoso, cai de boca chupando aquele rabao gostoso, lambia sua buceta subindo até o cu, quando tocava a língua no seu cu sentia ela se tremer todinha, ora chupava seu grelinho, ora enfiava a língua na sua buceta, ora dava bordidinha naquele bundao delicioso, ficamos assim por um bom tempo, quando rose se levantou e disse agora mete esse pau gostoso no meu rabo, nossa, eu já estava me explodindo de tesao só de está comendo aquela delicia de 14 aninhos e gostosa a beça. Me encostei na cabeceira da cama, rose veio, de costa pra mim, e sentou no meu cacete, que mede 19 cm mas é bem grosso, foi deslizando bem degarinho enquanto rose gemia feito uma gata, apesar de rose não ser virgem sua buceta era bem apertadinha, acho que ela so havia transado com moleques, eu sentia cada cm do meu pau entrando naquela buceta apertada, rose gemia e dizia que não era pra meter tudo, pois achava que ia doer, disse a ela que ok, que ela controlava, já que ela tava por cima. A meu tesao foi aumentando e eu não me controlei, peguei na cintura de rose e a puxei de vez pra baixo, meu pau entrou tudo de uma só vez, rose deu um gritão – Aaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiii seu filho da puta , vai me matar – mas não tinha mais jeito, já havia entrado tudo, ela ficou parada um momento e depois começou rebolar bem de vagarzinho, nossa como tava gostoso, nunca havia comido uma buceta tão boa, enquanto isso eu acariciava seus mamilos e beijava, chupava, lambia sua costas, em pouco tempo rose já estava tarada de novo e cavalgava no meu pau feito uma puta. Sair daquela posição, coloquei rose na posição de frango assado, deitada na cama com as pernas no meu ombro, e meti tudo de novo, a posição era favorável e meu cacete entrava ate o saco, de vez enquanto, tirava meu pau e ficava passando no seu grelho e na entrada do cu, rose ficava maluca, so gemia  e padia pra come-la me chamando de safado, cachorro, seu macho, um tesao só. Coloquei rose de 4, meti meu pau novamente, essa hora já entrava com facilidade pois já estava toda melada de gozo dela,  e fiquei fazendo um vai e vem bem lento, eu já tava quase gozando, enquanto via aquele curzinho virgem na minha frente, de vez enquanto, colocava meu dedo na entrada e dava uma apertadinha, ela se negava mas eu percebia que seu tesao aumentava, até que coloquei o pau na entrada do seu cu e forcei um pouco, ela se negou e se jogou na cama, caindo com a bunda pra cima, eu aproveitei e cair por cima, ela ficou sem reação, abri suas nadegas com as mãos e coloquei meu pau no curzinho dela e forcei um pouco mais, snetir meu pau abrindo caminho, já que estava todo melado com o gozo dela, ela se contorcia e pedia pra não fazer aquilo, não queria contraria-la pois pretendia come-la novamente, disse que sim e parei. Como eu já tava quase gozando, me levantei e mandei ela chupar meu pau, ela fez de imediato, percebeu que eu ia gozar e tirou da boca na hora h mas acabei gozando no seu rosto todo. Tomamos um banho e como já era muito tarde, achei melhor não leva-la pra casa dela, já que ela é de menor,  voltamos pra minha casa, entramos sem que ninguém percebesse e ela dormiu com taty, depois de ligar pra sua mãe dizendo que ia dormi com taty, já que minha outra Irma estava viajando. No outro dia as duas foram pra casa dela bem cedinho e minha mãe não percebeu que ela havia dormido em casa. A noite taty, veio no meu quarto me fazer elogios, falando que rose achou incrível e que queria repeti. Depois disso ainda transamos algumas vezes e consegui comer seu cu, mas como ela é de menor, achei melhor parar de come-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário